Aperte "Enter" para pular para o conteúdo

Como calcular a produtividade do milho

Aprenda algumas formas de calcular a produtividade do milho e tenha acesso à nossa planilha, que pode te ajudar muito com isso!

Que o milho é um cereal amplamente plantado e comercializado no mundo todo nós já sabemos não é mesmo?

Conforme estimativas da Conab, a produção de milho na safra 2020/2021 no Brasil é superior à 102 milhões de toneladas.

Sob o mesmo ponto de vista, aproximadamente 75% desse total será produzido apenas com o milho safrinha, também chamado de milho de segunda safra.

Além disso, é natural vermos notícias sobre as estimativas de produção de milho, não só no Brasil, mas no mundo inteiro.

Do mesmo modo, com o produtor rural não é diferente, também há a curiosidade de saber a estimativa da produção de milho da sua propriedade, antes mesmo da colheita.

Assim, pode-se fazer cálculos para saber se a produção terá ou não lucro com a sua venda.

Mas como podemos estimar a produção de milho antes da colheita?

Atualmente existe mais de uma forma de realizar os cálculos para estimar a produção e aqui vamos te apresentar e explicá-las.

Assim, você produtor poderá estimar sua produção de uma forma mais simples e direta ou até mesmo estimar com todos os métodos.

Métodos para o cálculo

Para estimar a produção de grãos espigas devem ser coletadas para realizar o cálculo.

A escolha das plantas a serem coletadas deverá atender alguns pontos:

  1. Escolha plantas que representem bem sua lavoura:
  2. Lembre-se que as áreas podem apresentar variabilidade:

Além disso, se você produtor tiver o mapa de produtividade das suas áreas pode consultá-la para dividir em subáreas.

Isso porque podem ocorrer manchas de solo, afetando a produtividade acarretando erros na estimativa da produção.

Contudo, é importante se atentar bem às plantas escolhidas, isso influenciará muito no cálculo.

Se as plantas e espigas escolhidas não representarem a área não será possível corrigir este erro, sendo necessário coletar novas espigas.

Método rápido

O primeiro método é acima de tudo uma forma simples e direta para estimar a produção de grãos na propriedade.

Assim, é necessário apenas ter uma balança!

Passo 1:

Coletar as espigas na lavoura (quanto mais melhor), e em seguida, deve-se debulhar todos os grãos das espigas separadamente e pesá-los.

Lembrando de coletar repetições dentro das subáreas, calculando a média do peso dos grãos.

Passo 2:

Para esse passo é necessário saber a população de plantas por hectare.

No caso de não saber a população é só baixar a nossa planilha para realizar os cálculos facilmente.

Assim, com o peso dos grãos médios de cada espiga e o número de plantas por hectare em mãos, basta apenas multiplicá-los.

Exemplo:

  1. peso de grãos média das espigas = 170g
  2. Plantas por hectare = 60,000

Produção por hectare= 0,170 x 60,000
Produção por hectare= 10.200 kg/ha

Por fim, multiplicando este valor pelo número de hectares da propriedade, encontra-se a produção total.

Entretanto se houve divisão em subáreas é necessário apenas multiplicar este valor pela quantidade de hectares de cada subárea e somar a produção de cada uma.

Método Corn Yield Calculator

Este método foi desenvolvido na Universidade de Illinois nos Estados Unidos.

Passo 1:

Primeiramente delimitar a área de 4m² para realizar a amostragem de espigas.

Na tabela abaixo, consulte o comprimento da linha de semeadura que é necessário para alcançar 4m².

O comprimento da linha de plantas será dependente do espaçamento entre as linhas:

Espaçamento entre linhas Comprimento para obter 4m2
50 cm 8,0 m
60 cm 6,6 m
70 cm 5,7 m
80 cm 5,0 m
90 cm 4,4 m
100 cm 4,0 m

Então após isso é só contar o número de espigas neste espaço.

Passo 2:

Escolher 3 espigas desta área e contar o número de fileiras de grãos e o número de grãos por fileira de cada espiga, em seguida calcular a média.

Contudo deve-se desconsiderar os grãos das extremidades que sejam menores que a metade de um grão normal.

Passo 3:

Colocar os dados na seguinte fórmula:

Produção (kg/ha)= NE em 4m² X NF X NGF X 0,70

NE em 4m² = Número de espigas em 4 m²;

NF = Número de fileira;

NGF =Número de grãos por fileira;

0,70 = Fator fixo da fórmula.

Por fim, o ideal é repetir esse procedimento em vários pontos do talhão, quanto mais pontos mais confiável a estimativa.

Método EMATER

O terceiro e último método é indicado pela EMATER, e funciona de maneira idêntica aos outros.

Passo 1:

Primeiramente deve-se escolher um ponto representativo da área e medir 10 metros de uma linha.

Nestes 10 metros fazer a contagem da quantidade de espigas que existem.

Passo 2:

Após contar, escolher 3 espigas, debulhar, pesar os grãos e fazer a média das três espigas.

Passo 4:

Substituir os valores obtidos na equação a seguir:

Produção (kg/ha) = [(NE x P)/EM]/100

NE = Número médio de espigas em 10 metros lineares;

P = Peso médio de grãos por espiga;

EM = Espaçamento estre linhas do talhão.

Da mesma forma que os outros sempre é interessante repetir esses passos em vários pontos da área, para uma melhor estimativa.

Conclusão

Não só é importante estimar a produção para sanar a curiosidade do produtor, mas também para realizar cálculos de lucro ou prejuízo da produção.

Há mais de um método para realizar a estimativa da produção de milho, assim cada produtor pode preferir fazer de uma forma diferente.

Os três métodos que apresentamos aqui são os mais utilizados atualmente, então pensando nisso desenvolvemos uma planilha que facilitará seus cálculos, Baixe aqui.

Nela é necessário apenas adicionar as informações necessárias para o cálculo e a planilha calculará sozinha a produção para cada talhão.

Mas por acaso você acha que as planilhas não estão mais dando conta de sua necessidade?

Para um controle total de sua propriedade a tecnologia pode ser sua aliada.

Softwares de gestão como o Plantae podem ajudar você a gerir corretamente sua fazenda, trazendo grandes resultados no final da safra.

Aliando sua gestão financeira à parte produtiva em um só lugar você terá mais tempo para focar no que é realmente importante: gerar lucro!!!

Peça já uma apresentação!

Matéria por: Abelino de Souza Junior

Um Comentário

  1. Esmeralda 23 de maio de 2021

    Excelente artigo!
    Aprendi muito!
    Apesar de trabalhar com gramacultura, a minha empresa Real Gramas tem muito a aprender com este tipo de artigo. Muitas coisas são transponíveis!
    Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *